Notícias

Saiba tudo que rolou no revezamento Pão de Açúcar
29/09/2004

Por Teru

Olá Pessoal!!!

Antes de tudo, desculpe se não pude dar atenção a todos.

A Maratona de Revezamento começou desde Sexta feira quando eu e o Edu (da Academia Gaivota) fomos buscar os kits a noite. Devido ao grande número de pessoas inscritas em nossas equipes, o pessoal da entrega de kit falou que não era preciso trocar os nomes, então guardem a numeração para eventual compra de fotos em algum site.

No Sábado eu e a Erica fomos à feira que estava ocorrendo no velódromo da USP. Tomei muitos sucos e isotônicos que estavam sendo oferecidos aos visitantes gratuitamente. Depois nos juntamos ao Edu, a Rita, o Wagner e o Carlos (Caca) e montamos uma linha de produção de sanduíches na academia Gaivota para este evento.

Domingo de madrugada, por volta das 4 horas de manhã, o Edu e Tavares já estavam na USP para montagem das barracas.

A Tavares/Academia Gaivota tinha 5 equipes de 8 atletas e mais 2 de 4 atletas, totalizando 48 atletas e a EC Tavares estava com mais de 100 atletas em várias modalidades.

O pessoal foi chegando pouco a pouco. As grandes distâncias para os banheiros (para mim este ano faltou banheiros) e local de revezamento (o pessoal queria fazer um reconhecimento no local) ocasionaram uma dispersão no pessoal que alguns não puderam se conhecer.

O difícil acesso aos portões de revezamento fez com que muitas equipes mandassem os atletas adiantados o que ocasionou um baita congestionamento na única passarela de acesso, fora a confusão no canteiro central da avenida que além dos atletas tinha muitos acompanhantes dos mesmos piorando a locomoção entre os portões. Os piores portões para o revezamento das equipes de 8 atletas eram o 1 do lado ímpar e o portão 0 do lado par. Já para as equipes de 4 e de 2 atletas por ter um número bem menor de participantes, a área de troca estava bem mais tranqüila pelo que pude observar no momento de minha volta no revezamento.

Dada a largada tava ?tudo de bom?, conforme diz o Caca, vendo aquele multidão de pessoas procurando alcançar o mesmo objetivo.

Realmente a distância do revezamento até as tendas era muito grande, pois o Edu e o Seine (os primeiros no revezamento) chegaram bem depois de completarem a prova.

Estava aguardando a passagem dos demais atletas de nossas equipes com um copo de água bem geladinha, e quando mal acabo de entregar o copo para a Aline, quando surge o Dagoberto todo desesperado dizendo que não encontrou atleta seguinte a ele. E no afã e desespero de não atrasar a equipe, pediu para o motociclista que estava acompanhando os líderes da prova entregar a munhequeira em nossa tenda. Esse raciocínio tem lógica, pois ele foi assistir o Super 40 deste ano, e viu quando uma atleta passou mal e entregou a munhequeira para o motociclista da prova entregar para a equipe dela.

Fui correndo para a área de transição, no portão 8 ímpar para procurar o Pablo, furando até a fila para passar na passarela (tive que explicar aos fiscais da prova e eles deixaram passar na boa) e nada de encontrá-lo, somente encontrei o Caca de nossa equipe (a 778). Depois fui procurar o Pablo no portão 8 do lado par e nada, e nem ninguém da outra equipe nos outros portões. Fui para o lado par, atravessando aquela multidão de gente, pulei as grades para entrar na área de trocas, porque pelo canteiro central não dava para andar, era muita gente, até chegar no portão 8. Nesse ínterim encontrei o Cosme, Givanilton da EC Tavares e muitos outros e fora o pessoal correndo como o Anderson, o Rogério, a Camila (esses três muitos corajosos por enfrentar 21,1 Km cada um e o Rogério ao acompanhar mais uma volta a Camila totalizando quase 32 Km, debaixo daquele solzão) e muito outros.  E nada de encontrar alguém da equipe 778 e muitos menos os da outra equipe. E só aumentando o desespero e a minha conta de telefone (ai meu bolso- rs), pois esqueci de pegar um dos rádios transmissores e ficava ligando a toda hora para saber da nossa situação.

Voltei para o portão 8 do lado ímpar e mais uma ligada para a tenda/base, e perdido por perdido decidimos mandar o 5º da seqüência (o Caca) seguir em frente, sem a munhequeira mesmo, até encontrar a próxima e explicar que a próxima continuasse desse jeito mesmo. Logo mais aparece o Dagoberto e ficamos aguardando o motociclista passar para tentar pegar a munhequeira do revezamento de volta. E nessa aparece o 4º da seqüência da equipe 778, o Luiz Diniz que disse que pegou a munhequeira da pessoa certa, que achamos que era o Pablo. Torno a ligar para a base dizendo o ocorrido e perguntando como tava a situação das outras equipes. Logo depois surge o Edu para procurar o pessoal das outras equipes e fazer o mesmo que o Caca, correr sem munhequeira. Nem arrisquei voltar para a tenda para não ter que passar pelo mesmo transtorno de passar pela passarela tanto na ida quanto na volta. Nessa já desistimos de tentar pegar a munhequeira do motociclista, pois não o viamos mais, talvez pelos vencedores da prova já terem concluído a prova.

Debaixo de um sol fiquei aguardando a Luciana da EC Tavares, a 6ª da sequência do revezamento. Acho que todos os atletas estavam com a mesma sensação: ansiedade, aflição de espera pelo companheiro fora o cansaço por ficar vários minutos a fio sobre o sol escaldante. Fiquei aguardando mais de uma hora, tomando muita água e molhando o asfalto pra ver se refrescava um pouco e ligo para a tenda perguntando sobre o Caca.  Depois de algum tempo ele chega a tenda e diz que não encontrou a Luciana. Bem, de novo com a seqüência quebrada, fui para minha volta pois tinha aguardado mais de 1 hora depois da saída do Caca e na incerteza achei melhor seguir sem esperar a Luciana. O trecho ímpar tinha duas subidas que quebrou muita gente, não pela dificuldade, mas pelo intenso calor que estava fazendo naquele momento. (disseram que os relógios chegaram a marcar até 41º). Naquela hora todos os atletas faziam fila indiana para passar nas sombras das árvores. Consegui passar a munhequeira para o Wagner (UFA!). Segui mais em frente, no portão 0 para encontrar a Erica (que iria fechar o revezamento da equipe dela) e encontrei de novo o Givanilton no portão 8, que ainda estava aguardando a sua vez de correr, sendo o último do revezamento de sua equipe. A Erica disse que a Luciana tinha acabado de passar quase no mesmo instante do Wagner (nessa a Erica não tava entendendo nada, pois a 6ª e o 8º na mesma equipe estavam correndo quase a mesma volta). Pelo menos a equipe das meninas estava dando tudo certo, a não ser pelo ralão no joelho da Melissa ao tropicar numa tartaruga camuflada debaixo dos tapetes na área de troca.

Acompanhei a Erica e o Givanilton no último quilômetro. Ao pegarem as medalhas constatei que não era preciso devolver a munhequeira.

Pelo que vocês puderam constatar nas equipes de 8 atletas, o pessoal ímpar tinha 2 subidas enquanto que o pessoal do lado par só pegava trechos retos. Não contei para não estragar a surpresa do pessoal (rs). Outra coisa também é que o pessoal que participou da largada percorreu menos que os outros, mas pegou um baita trânsito e o pessoal que fechou o revezamento correu o trecho que o pessoal da largada não percorreu, que seria do portões de troca até o local da chegada que era o mesmo da largada.

As 2 equipes de 4 atletas da EC Tavares/Academia Gaivota no revezamento deram tudo certo, ninguém se perdeu. Um caso relatado foi que a Dona Sumiko ao passar nas escadas da passarela sofreu uma contusão na panturrilha e foi logo socorrida pela equipe médica da prova e ajudada depois pelo atleta Roberto Ken da EC Tavares. E outro caso foi da Patrícia Lucindo da EC Tavares que se machucou na passarela por um irresponsável, provavelmente um fiscal de prova, que gritou para a multidão para se apressarem a descer pois a passarela estava para desabar. Não precisa nem dizer o que aconteceu, sorte não ter ocorrido uma tragédia. O prejuízo dela foi um tornozelo levemente torcido e a perda do número nas costas. Lembro-me que uns 2 anos atrás, quando nem imaginava em correr, que a passarela desabou por excesso de pessoas. No revezamento deu tudo certo, apesar de um dos garotos não conhecer a Patrícia Lucindo, ele conseguiu reconhece-la pelo número do peito.

O professor Tavares também comentou que um dos nossos atletas da EC Tavares estava perdido desde às 14 horas, quando o pessoal começou a procurá-lo e sendo encontrado apenas por volta das 16 horas desmaiado no gramado do canteiro central quase em frente ao pódio pelo Fábio assistente técnico da EC Tavares. Ele não se lembra de nada, mas deve ter sido uma insolação adicionada com canseira e seguido de um desmaio. Ainda bem que deu tudo certo.

Bem, em geral esta prova teve uma evolução em relação ao ano passado. No ano passado o tapete amarelo ficou mais no meio da pista, onde o pessoal ficava em ambos os lados do tapete (mais bagunça) aguardando para fazer o revezamento, fora que deste jeito tinha mais tartarugas camufladas.

Uma sugestão para a prova do ano que vem, seria a inversão das pistas do lado par, fazendo as entradas dos portões do revezamento das equipes de 8 atletas pela calçada, diminuindo o congestionamento do canteiro central, deixando este apenas para os atletas de revezamento impar. E antes de tudo controle com chips, pois mais abaixo na classificação das equipes, os tempos obtidos pelas equipes 778 e 791 foram irreais. Outra coisa interessante seria montar uns pórticos com vapores d?água para refrescar o pessoal e pela reclamação geral do pessoal pedir mais pontos de água (gelada de preferência, mas que acho meio impossível, afinal foram mais de 30.000 pessoas e haja geladeira). E mais toaletes, pois já vi em outras corridas com ?apenas? 6.000 pessoas e muito mais toaletes.

E para fechar, estávamos (eu, a Erica, o Caca, o Edu e o Wagner) descarregando o material da tenda da equipe na Academia Gaivota quando encontramos o segundo da seqüência no revezamento andando na rua  e perguntamos o que tinha acontecido: ele disse que não encontrava o próximo do revezamento e foi procurando até encontrar o Pablo que estava no portão 8 e como ele estava com a mesma camiseta da academia passou a munhequeira para ele e disse ?É você mesmo!!!?. Olhamos um para o outro e caímos na gargalhada devido a espontaneidade dele ao afirmar que quando viu o cara com a mesma camiseta entregou a munhequeira. Realmente deve bater um desespero do pessoal quando não encontra o companheiro da equipe, mas faz parte, pois para muitos eram a primeira vez que participaram de uma corrida e/ou revezamento, e justo num evento com mais de 30.000 pessoas. Mesmo que não tenha dado certo na primeira vez, continuem a participar dos próximos eventos. Puts, esse papo parece aquelas respostas de cartas publicadas em revistas para adolescente tipo Capricho. Rs+rs+rs.

Depois dessa fomos para o Magic Chicken, todos sujos e suados. Vocês deviam ver a cara do Eduardo que está de regime comendo salada e legumes, recusando aqueles deliciosos franguinhos fritos, e repetindo apenas 1/4 de uma suculenta picanha e suando (pensei que fosse por causa do calor que estava fazendo) ao comer umas azeitonas que estavam curtidas junto com umas pimentinhas mui bravas. Fui na dele e encharquei a farofa com o molho de pimenta e depois disso foi muita água e arroz para tirar o ardor da boca. Rs

Espero que todos não fiquem preocupados com o tempo marcado da equipe, mas lembrando que este evento está mais para festa, pois também fiquei muito preocupado pela quebra seqüência de 2 equipes, achando que a gente seria desclassificada, nem ganhando as medalhas de participação e coisa e tal, mas depois vimos que não era tão rigoroso assim.

E gostaria de agradecer a todos pela participação, mesmo daqueles que ficaram desanimados por não terem feito o revezamento mas não deixaram de correr seu trecho na prova, se esforçando ao máximo para concluir seu percurso. Infelizmente acidentes acontecem, e são totalmente imprevistos apesar de tomarmos o máximo de cuidado.

Abraços a todos,

EQUIPE COL. GERAL COL. CAT TEMPO CATEG
1 ECTAVARES 1/CAMPEC/ MIZUNO
GONÇALO; FÁBIO; VONALDO;SERGIO
8 8 2:27:33 4
2 EC TAVARES 3/ MIZUNO
SEBASTIÃO JOSÉ; ANTONIO APARECIDO; ANTONIO RIVALDO; LAURO
42 40 2:47:24 4
3 ECTAVARES 6/ MIZUNO
JAIME; CORDEIRO; ANTONIO PINTO; ALEX
58 56 2:51:35 4
4 ECTAVARES 2/MIZUNO
ELIAS; EVARISTO; NUNES; AMARILDO
65 63 2:52:47 4
5 ECTAVARES 16/MIZUNO
JOSENILDO; LUCIANO
86 86 2:54:51 2
6 E.C.TAVARES STUDIO A 4
 
36 33 2:56:17 8
7 CAMPEC/TAVARES 38 35 2:57:18 8
8 ECTAVARES 14 / MIZUNO
ROBERVAN;RAFAEL;ANTONIO CARLOS;RIBAMAR
90 87 2:59:55 4
9 EQUIPE TAVARES 121 118 3:05:16 4
10 E.C.TAVARES 18/ MIZUNO
FLORISVALDO; PAULO ROGÉRIO
162 156 3:13:32 2
11 E.C. TAVARES/ ABILITY 2
JULIANO; ANDRÉ
201 193 3:20:59 2
12 ECTAVARES 5 / MIZUNO
RENATO; ENOQUE; TSUTOMU; SEVERINO
267 263 3:22:53 4
13 ECTAVARES/ GAIVOTA ACADEMIA 150 143 3:26:26 8
14 ECTAVARES 13/MIZUNO
PAULO DE FREITAS;LUIS CARLOS; LUIS AUGUSTO;CARLOS JOSÉ
283 279 3:24:34 4
15 ECTAVARES/ABILITY 3 301 296 3:25:57 4
16 ECTAVARES
KEN E ELISEU
238 230 3:28:00 2
17 ECTAVARES 17/ MIZUNO
MACEDO;CRISTIANO;JOSIAS; EDELCIO
390 385 3:31:58 4
18 ECTAVARES 408 403 3:33:30 4
19 ECTAVARES 9/MIZUNO
FERNANDO;IDA;VANESSA;DAGOBERTO;EDNAR;SADAKO;MAURICIO;MILTON
257 249 3:38:23 8
20 GAIVOTA ACADEMIA 832 815 3:51:40 4
21 ECTAVARES 12/ MIZUNO
JAMES;WALMIR;PAULO CEZAR; ANTONIO JADEL
918 901 3:54:20 4
22 ECTAVARES 8/ MIZUNO
ROGÉRIO; CAMILA
527 507 3:59:20 2
23 ECTAVARES GAIVOTA POWER RUN 739 726 4:01:30 8
24 EC TAVARES MR 562 540 4:02:12 2
25 ECTAVARES11/ MIZUNO
EMILIA;HÉLIO;PAULO SAKUMOTO;BIRA
1184 1155 4:02:59 4
26 ECTAVARES 576 554 4:3:32 2
27 TAVARES 577 555 4:03:50 2
28 GAIVOTA 1220 1191 4:04:09 4
29 ECTAVARES / PAPA LEGUAS
Paulo Cesar de Araujo, Marcelo Jacoto, Miya e Bel
1293 1262 4:06:45 4
30 ECTAVARES 4/ MIZUNO
MAEDA;SERGIO;JOSAPHA; CLAUDIA
1293 1262 4:06:45 4
31 ECTAVARES 7/ MIZUNO
GOMES; SHIGUE;INEZ; HEDY
1295 1264 4:06:46 4
32 ECTAVARES/GIOVANNI RUNNING 988 975 4:09:25 8
33 ECTAVARES 1481 1439 4:11:49 4
34 GAIVOTA 1525 1481 4:13:16 4
35 ECTAVARES/GAIVOTA 1528 1505 4:23:58 8
36 ECTAVARES/ ABILITY 1859 1795 4:27:41 4
37 ECTAVARES
ANDERSON; VALDA
756 729 4:32:04 2
38 ECTAVARES 2039 1988 4:41:46 8
39 POWER RUN GIRLS 2230 69 4:53:36 8
40 ECTAVARES 15/ MIZUNO
PAULO MOTTA; APARECIDA;ANNIE; JACÓ; FRANCELINO;FERNANDO PITTA; WILSON ; GIVANILTO
2231 2161 4:53:48 8
41 ECTAVARES/ABILITY 1 2170 94 4:55:33 4


©2012 ECTAVARES - Tel: 11 3231-2080/3159-8456/7722-0811 - Design Ciclo Graphics