Notícias

maratona de Auckland
19/12/2012

Por Marina Kasue

Estive em outubro participando da meia maratona de Auckland, que ocorreu com a Maratona onde a Janice Hirata participou, mais corrida de 5km e 10 km. O curioso é que teve também 42 e 21 km para caminhante . Acredito que os caminhantes de 42 km devem ter largado às 4:00 da manhã, pelo menos para poder completar o percurso no tempo estipulado.

Outra coisa que ocorreu e que não estamos acostumados, medalhas só para quem fez full marathon. Os demais , nada! Os da corrida dos kids observei que receberam medalhinhas. A camiseta não teve para quem fez 10 e 5 km... Diferente não?

Mas enfim, a corrida foi muito organizada, com água. colocadas em lixeiras revestidos com sacos plásticos que pegavam com jarras e serviam em copos de papel. Água bem gelada por sinal. Isotônico também foi servido em vários pontos. Quanto à hidratação foi perfeita.

A prova teve largada em King Edward Parade, no desembarque do ferry, do outro lado de Auckland, de onde se avista o porto de Waitemata. Deste lado o percurso foi de aproximadamente 12 km, de subidas e descidas intermináveis. Atravessamos a ponte de Harbour com 1021 metros, com vista maravilhosa. Após a travessia o percurso ficou plano.

Durante quase todo percurso tivemos o incentivo dos moradores, alguns ainda de pijama nas ruas, outros com instrumentos musicais e cartazes incentivando os familiares.

A chegada foi no parque Victoria, um grande gramado onde normalmente se pratica algum jogo próprio do local que não consegui descobrir o que era. Foram montada diversas tendas e não barraca(porque o Tavares não gosta que fale “barraca”) ocupadas por equipes de corrida, representante de países ou por familiares onde faziam até churrascos. Enfim eles se juntam para fazer um verdadeiro pic-nic, porque era uma comilança só. E teve também distribuição de cerveja.... uma só por atleta, mas muito booooom.

Para os praticantes do body system, Auckland é o berço desta modalidade e a academia fica próxima à chegada.

Para quem fez a maratona, o percurso segue um pouco antes da chegada, e é um vai e vem que dizem que é meio monótono, mas compensado pela chegada com muita gente aguardando e aplaudindo.

Alem de Auckland, visitamos Queenstown, Rotarua e Taupo. Cidades maravilhosas com pessoas atenciosas e alegres inclusive o pessoal que trabalha raio x dos aeroportos. Para entrar no país existe muito rigor naquilo que está trazendo . Não existe perigo de assalto, portanto nem se vê policiais nas ruas.

Fizemos uma caminhada no parque nacional de Tongariro, que foi uma coisa de ficar boquiaberta. Um percurso de 20km, onde se sobe até a 1886 metros e se avista lagos verde esmeralda. Subimos e descemos montanhas fantásticas inclusive entre neves. Conseguimos concluir o percurso dentro das 7 horas previstas para não perdemos o ônibus de volta, se não iríamos ficar abandonadas no meio de nada....

Foi uma experiência gratificante e fantástica, inclusive o meu resultado na meia, que foi uma das melhores até então, devido 0 percurso ser relativamente difícil com muitas subidas. Não vou dizer quanto foi porque sou “panga lenta”, mas minha melhora foi por conta de muitos educativos, as rapidinhas, rampas que fizemos às quintas-feira, as “pegaçao de pé” dos professores dizendo: levanta este joelho!!!, rola o pé trazeiro no trazeiro!! , e etc... Valeu professores do Tavares!!!! Muito obrigada.


©2012 ECTAVARES - Tel: 11 3231-2080/3159-8456/7722-0811 - Design Ciclo Graphics