Notícias

Novo percurso da São Silvestre: Uma Visão Técnica
23/10/2011

Olá pessoal!
Nesse ano a São Silvestre terá o seu percurso alterado, sendo mantida a distância de 15 km, porém com um grau de dificuldade mais alto, exigindo-se muito mais preparo físico por parte dos atletas e cuidado com a musculatura durante a corrida. Isso porque além das subidas de aproximadamente 2,5 km da Brigadeiro, haverá logo em seguida a grande novidade do percurso que é a descida de pouco mais de 1 km da Brigadeiro em direção ao parque do Ibirapuera onde se dará a nova chegada.
Na minha opinião, em termos técnicos , a possibilidade de uma lesão é muito grande, principalmente para atletas inexperientes ou que nunca concluíram essa distância.
O atleta ao final da subida da Brigadeiro já terá percorrido aproximadamente 12 km de prova, sua performance em termos psicológicos e físicos, já estará beirando à exaustão, mas é justamente a partir daí que começará a descida que é um tanto íngreme e, onde ao meu ver é a parte mais crítica e perigosa para o atleta, caso este não saiba como descê-la corretamente.
Na descida a musculatura posterior da coxa e do joelho são muito exigidos, sendo necessário amortecer bem o impacto sofrido. Somado a isso, há o desgaste prematuro durante a subida da Brigadeiro o que fará com que o atleta tenha um déficit de atenção com relação às ondulações do asfalto e não tenha o comando ideal de sua musculatura, podendo gerar problemas no seu joelho e até câimbras na região das panturrilhas dentre outros dissabores.
É muito comum vermos atletas correndo o percurso da São Silvestre nos dias que antecedem a prova. Não tenho nada contra, embora entenda que para os iniciantes, treinar a distância da prova-alvo não seja o ideal. Porém, ainda assim aconselho o atleta que queria muito correr, o faça apenas uma vez, com intuito de reconhecimento do percurso e estratégia a ser adotada, e num ritmo bem tranqüilo, justamente para se evitar o alto risco de fadiga e lesão.
Sempre procuro orientar meus alunos sobre esse risco, sendo mais produtivo substituir esse treino, por um treino de subidas (intervalados), onde o atleta estará fortalecendo sua musculatura e evitando muito mais os riscos de lesões.
Um abraço a todos.

Prof. Luis Tavares


©2012 ECTAVARES - Tel: 11 3231-2080/3159-8456/7722-0811 - Design Ciclo Graphics