Notícias

Ultra maratona 5 Pontões
13/01/2011

Por Maria José

Venda Nova do Imigrante

Venda Nova do Imigrante é um município brasileiro do estado do Espírito Santo. Sua população estimada em 2009 foi de 20.023 habitantes.
Venda Nova do Imigrante é a segunda maior cidade da região serrana do Estado e também é uma cidade de porte médio apesar da população e o segundo principal centro político e econômico da região, perdendo apenas para Afonso Cláudio nos três quesitos. O município foi criado em 6 de maio de 1988 desmembrando-se de Conceição do Castelo.
História
Abandonadas com o fim da escravidão, grandes fazendas da região foram pulverizadas em pequenas glebas e vendidas, a partir do final do século XIX e início do século XX, a algumas dezenas de famílias italianas. Assim como a maioria dos municípios da região serrana, Venda Nova foi colonizada por imigrantes italianos. Os primeiros desbravadores chegaram por volta de 1892, da província de Treviso. Três anos depois dezenas de famílias deixaram as terras onde haviam se instalado inicialmente e foram para o Alto Castelo, tomando posse das áreas loteadas pelo Governo. Parte desses imigrantes italianos também ajudaram a fundar o município de Afonso Cláudio em 1892.
A união da comunidade sempre foi um forte marco em Venda Nova. Os imigrantes se juntaram para construir escolas, igrejas e até uma usina geradora de energia elétrica, capaz de movimentar máquinas de beneficiamento de café e iluminar casas e demais prédios.

Geografia
É uma região montanhosa e ondulada, dada à altitude e ao relevo acidentado, com declividade acima de 30% em mais da metade de área, fato que contribui para os inúmeros pontos panorâmicos. A sede do município está a uma altitude de 730 metros, porém algumas localidades possuem altitudes maiores que 1.200 metros. O ponto culminante do município está a 1.548 metros.
A vegetação predominante é de Mata Atlântica. Dada as correntes migratórias, parte da mata foi devastada para o desenvolvimento da agricultura, sendo que 30% dela encontra-se preservada e habitada por animais silvestres.

Infra estrutura
Apesar do relevo acidentado, o município é bem servido por meios de ligação terrestre com estradas em excelente estado de conservação e uma malha distribuída por toda a extensão do município, sendo que os 9,5 km ligando a comunidade de São José do Alto Viçosa à BR 262 foram asfaltados (Rodovia dos Produtores). Além das vias vicinais, o município está ligado aos grandes centros pela Rodovia Presidente Costa e Silva (BR 262) - que corta a cidade ligando Venda Nova à Belo Horizonte e Vitória, acedendo à BR 116 - e pelas rodovias estaduais ES 166 Pedro Cola (Castelo) e ES 472 Francisco Vieira de Mello (Conc. Castelo).
Há uma subestação da Escelsa, responsável pelo fornecimento da energia para todo o município e outras partes da região.
Pontos turísticos
Festa da Polenta
O município de Venda Nova do Imigrante é nacionalmente conhecido pela forte influência da cultura dos ancestrais italianos, uma manifestação dessa influência pode ser vista na Festa da Polenta. Realizada sempre na segunda semana de outubro, durante três dias, a festa resgata a cultura italiana com atrações como danças, músicas e comidas típicas.
Casas coloniais
Venda Nova possui 17 casas do século XIX, feitas de estuque, assoalho de madeira, engradamento em palmito e telhado colonial. A casa dos Scabelo, construída em 1825, é a mais antiga do município.
Cachoeira do Alto Bananeira
Cachoeira com sete quedas entremeadas na Mata Atlântica. Acesso no km 106 da BR 262, mais 4,8 km de estrada.
Casa da Cultura
Possui museu com mais de 600 peças que contam a saga da colonização italiana em Venda Nova, iniciada em 1892. Centro da cidade. Funciona de segunda a sexta, de 8 às 17h.
Caxixe Frio
A paisagem do lugar é encantadora, com vista para a pedra do Forno Grande e Pedra Azul, em Domingos Martins. Esta região é a maior produtora de morango e hortaliças do Estado. Acesso no km 98,5 da BR-262.
Igreja de Pindobas
Esta foi a primeira igreja do município, e está bem conservada. Acesso pela rodovia Pedro Cola, km 8, Pindobas.
Mirante da Torre de TV
Daqui pode-se ter uma visão panorâmica do Pico do Forno Grande, da Pedra Azul e de toda a cidade de Venda Nova do Imigrante. A rampa para asa delta e parapente abusa dos 1.189 metros de altura do morro. Leva ainda à Pedra do Rego, um dos pontos mais altos do município. Acesso no km 106 da BR-262, mais 6,7 km de estrada.
Missa na Igreja de São Pedro
Após a missa das 9h, no domingo, cantarola italiana com um bom vinho.
Morro do Filleti
Com 1.110 metros de altura, este morro também possui rampa para decolagem de asa delta e parapente. O acesso é fácil para qualquer veículo e o local é apropriado para caminhadas. Entrada no km 99,2 da BR 262, a 6 km da sede.
Pedra do Já 7
Mirante e rampa para decolagem de asa delta e parapente. A altura é de 1.211 metros. Próprio para caminhada ecológica. Entrada no km 108 da BR 262.
Serra do Engano
Uma estrada sinuosa, com vista panorâmica, leva à cachoeira dos Barcelos e ao pico da Pedra do Garrafão, a 1.548 metros de altitude. Vale de Lavrinhas, a 2 km da sede.

Foi nessa cidade cativante e hospitaleira que em 19/12/2010 participei da Ultra maratona 5 Pontões . Foram exatamente 10:55:10” que finalizei os 62 Km.
O grau de dificuldade dessa competição é de 100%, porém, a organização foi espetacular, foram 11 pontos de controle com água gelada do primeiro ao último, isotônicos, salgados e frutas.
A chegada foi uma comemoração genial com direito a banho gelado de coca-cola, para não ser a última cheguei acompanhada por meu amigo Paulo Gustavo de Pernambuco, o qual corremos juntos do Km 39,5 até o final, isso vez com que a prova fosse menos monótona.
Foi maravilhosa, merece bis e essa eu indico.
Essa prova foi a minha 16° participação no ano de 2010 sendo 14 maratonas e 2 Ultra maratonas, todas finalizadas e eu muito bem obrigada, agradeço a colaboração dos amigos principalmente da Marina Kasue e Vera Melo que recebi um apoio imensurável. Muito Obrigada.

Para o ano de 2011 o objetivo é dobrar o numero de participações em provas Hahahaahaha . Tá bom professor ?


©2012 ECTAVARES - Tel: 11 3231-2080/3159-8456/7722-0811 - Design Ciclo Graphics