Notícias

MEIA MARATONA DA LINHA VERDE
14/04/2010

Por Marcelo Jacoto

Após retornar de viagem (foram quatro dias em Barcelona e três dias em Madri), a correria intensa continuou no Brasil, pois, um dia após retornar a São Paulo, já estava preparando mais uma bagagem. Desta vez o destino seria a cidade de Belo Horizonte, a fim de conhecer e enfrentar o percurso da Meia Maratona da Linha Verde.
Acompanharam-me nesta empreitada a grande corredora Rosemeire Ferreira Silva e o amigo Manoel Nascimento Lima, juntamente com sua família. Diferentemente da temperatura encontrada em Barcelona, chegamos à capital mineira debaixo de um sol impiedoso de 30° C. A organização da corrida (ByJapão) não procurou facilitar a vida dos corredores ao entregar os kits em Nova Lima, município localizado ao sul de BH, o que nos fez desembolsar pequenas fortunas de táxi entre o aeroporto de Confins, o hotel no centro da cidade (próximo à chegada da corrida) e o local de entrega dos kits. A organização da prova também decepcionou ao entregar camisetas em tamanho único (“G” masculino).Houve a venda de ingresso para um ônibus que transportou os corredores do centro (chegada da prova) até o quilômetro 20 da rodovia MG-010 (local da largada) por R$ 10,00.
A largada foi realizada às 8 hs. (com acompanhamento da TV Globo local, inclusive com helicóptero, e com a presença da forte equipe de elite do Cruzeiro), sendo que o percurso da Linha Verde é uma extensa via de mesmo nome que liga o aeroporto de Confins ao centro da cidade com a finalidade de desafogar o trânsito da capital (o que, na prática, não funciona). O percurso da meia maratona é feito em sentido único A Linha Verde liga a parte mais moderna (a bela Cidade Administrativa, obra de Oscar Niemeyer recém-inaugurada e localizada no 3° quilômetro do percurso) ao lado histórico da cidade (praça da estação ferroviária). O percurso é desafiador, pois não há qualquer tipo de sombra para refrescar e os corredores têm que enfrentar diversas subidas (a primeira delas já se apresenta na largada). Em função do forte calor (30° C durante todo o tempo), a tarefa de concluir os 21 kms foi quase exaustiva, tendo em vista uma subida de 1 km de extensão entre o 11º e 12° km de prova, e outra de 1,5 km, entre o 17° e 19° km. Consegui concluir a prova com a exata marca de 1 hora e 57 minutos (metade do tempo realizado na Maratona de Barcelona, prova concluída na semana anterior) e com a satisfação de ter conhecido mais uma opção de corrida fora do circuito da Lagoa da Pampulha.


©2012 ECTAVARES - Tel: 11 3231-2080/3159-8456/7722-0811 - Design Ciclo Graphics