Notícias

IX Mini-Maratona de Paraty: muita festa e muitos pódios
29/03/2010

Por Luciane Crippa

No último domingo (28/03), mais uma vez, a equipe E.C Tavares marcou presença na Mini-Maratona de Paraty, na nona edição do evento. E, mais uma vez, levou atletas que conseguiram excelentes tempos e muitos pódios.

Da equipe, a atleta mais bem colocada foi a Rosângela Figueiredo, que conseguiu o terceiro lugar na categoria feminina geral, e ganhou troféu e premiação em dinheiro. A vitória da Rosângela, foi um aviso de que a IX Mini-Maratona, pelo menos para a E.C Tavares, seria das mulheres: A Rosemeire Ferreira (a Rose) levou o primeiro lugar na categoria dela, e a Adesilde, a Maria Alves (a Maria Motoqueira) e a Neide Massae (a D. Neide) também subiram ao pódio, em suas respectivas categorias.

Dos homens, o melhor atleta, que não é da equipe, mas viajou conosco, foi o Naval Freitas, que conquistou o quarto lugar geral, com um inacreditável tempo de 58 mins :18 seg. Ainda tivemos o Gonçalo como primeiro da equipe com o tempo 1:08:15 e quarto na categoria.

Mas justiça seja feita: ainda que a mulherada tenha se destacado nos pódios, os meninos correram todos muito bem, mas só não levaram as premiações porque havia muito mais homens do que mulheres correndo.

Resultados à parte, todos aproveitaram a viagem. A equipe chegou a Paraty na sexta-feira à noite e, já no sábado pela manhã, foram todos fazer um passeio de barco, para conhecer algumas das belas ilhas e praias da região.

Estava perto dos 32º, e todo mundo aproveitou para cair na água, tomar sol e relaxar na véspera da prova. O passeio até incluía um almoço em alto mar – muito chique!

No domingo, saímos cedo dos hotéis porque a largada para os 18 km é fora de Paraty, em Patrimônio. Na hora da prova, até que o dia amanheceu um pouco mais nublado do que no sábado, mas logo o sol apareceu, firme e forte, para acrescentar mais desafio a uma prova que acontece na estrada, é cheia de subidas e descidas e pouquíssimas sombras.

O que compensa tudo é que os atletas correm desfrutando do visual de uma de uma das mais bonitas estradas do país: a Rio-Santos, com direito a uma belíssima vista do mar, na segunda metade da prova. A chegada, muito animada, é no centro histórico de Paraty, cidade que é patrimônio natural, arquitetônico e histórico, e que tem como marca o calçamento de pedras irregulares, os casarões e igrejas de época, a cultural e a gastronomia, que os corredores, pós o desgaste dos 18 km, aproveitaram sem culpa!

Depoimento do prof Tavares.

A prova de Paraty, foi um ótimo teste para avaliar o desenvolvimento de nossos atletas que recentemente saímos do trabalho de base, porém sem velocidade, mas com muita resistência e força e o resultado foi ótimo, com diversos pódios e atletas abaixando seus tempos em relação a anos anteriores.
Eu por exemplo, abaixei 4 minutos em relação ao ano passado, apesar de ter corrido na semana passada, procurei desenvolver uma corrida bem conservadora com intuito apenas de melhorar minha marca.
Segue minhas parciais que tende a melhorar, com o inícios dos trabalhos intervalados:

1 km 5:22
2km 5:38
3 km 5:44
4 km 5:38
5 km 5:36
6 km 5:23
7 km 5:50
8 km 5 :16
9 km 5:20
10 km 5:17
11 km 5:48
12 km 6:08
13 km 5:47
14 km 5:39
15 km 5:48
16 km 5:46
17 km 5:50
18 km 5:25

Parabens a todos pela bela prova realizada, demonstrando muita concentração, disciplina e raça.




©2012 ECTAVARES - Tel: 11 3231-2080/3159-8456/7722-0811 - Design Ciclo Graphics