Notícias

Correndo com Dean Karnazes
23/09/2009

Por Paulo Sakumoto

No dia 12 de setembro, tive o privilégio de correr ao lado do grande ultramaratonista americano Dean Karnazes considerado pela revista Time entre as 100 personalidades mais influentes do mundo. Famoso entre os corredores por seus feitos audaciosos, como correr 50 maratonas em 50 dias seguidos ou por correr provas dificílimas em desertos e geleiras ou desbravando continentes pelo planeta, Karnazes, esteve no Brasil para o lançamento do seu novo livro e para correr o Desafio 24 horas pelas ruas de São Paulo, evento promovido por sua patrocinadora The North Face.

Tudo começou com uma promoção na web, segundo a qual, as melhores respostas à pergunta “Por que eu quero correr com Dean Karnazes?”, seriam premiadas com o privilégio de correr ao lado dele. Vislumbrei aí uma boa oportunidade de fazer um treino longão interessante como preparação para a minha prova-alvo Bertioga-Maresias-Solo (75 km), assim, coloquei meu cérebro de publicitário incompreendido para funcionar. Aliás, abro um parêntesis aqui pra falar que sou bom em bolar frases, afinal, eu conheci a E.C. Tavares, justamente por vencer um concurso cuja melhor frase, seria premiada com um pacote completo para a Meia Maratona do RJ. Isso foi há uns 7 anos atrás e aqui fiquei até hoje! Enfim, a minha frase da promoção do Karnazes foi esta: “Quero correr com o Dean, porque busco nele inspiração para minhas próximas ultramaratonas”. Tudo bem, a criatividade foi zero, mas funcionou novamente não?

Para ser sincero, nunca dei muita bola pra ele ou seus livros. Eu o conhecia por algumas reportagens e matérias de revistas e sabia que ele era um ultramaratonista americano que fazia coisas inusitadas. Comunicado pela organização do evento, retirei o kit recheado com seu novo livro, uma bela camiseta e mais alguns mimos que por si só já valeram a pena (tudo grátis).

O Desafio consistia em percorrer durante 24 horas os principais parques e pontos turísticos de São Paulo. Fui escalado para correr a primeira perna do percurso com 33 km com largada na Frutaria SP, região do Parque do Ibirapuera e chegada no Mercado Municipal na Luz. O meu único problema era que no dia seguinte eu teria uma Maratona para correr em Bertioga (1ª Maratona das Praias), mas mesmo assim encarei. A largada às 19:30 horas foi bastante concorrida com presença de muitos admiradores e de emissoras como a Globo, Record e ESPN que estavam lá para registrar tudo. Assim como eu, algumas dezenas de corredores largaram em um trote moderado por algumas alamedas de Moema e avenidas como a República do Líbano, Ibirapuera, IV Centenário até finalmente adentrarmos ao Parque do Ibirapuera.

Ao longo do percurso, Dean foi bastante assediado pelos fãs brasileiros, ávidos por serem fotografados ao seu lado. Havia lido que poucos dias antes ele tinha se acidentado quebrando 3 costelas, ou seja, estava lá correndo no sacrifício e esforçando-se ao máximo para dar atenção a todo mundo. Até por isso achei por bem deixá-lo respirar e preferi puxar conversa com outros corredores que lá estavam. Enquanto o famoso ultramaratonista admirava-se com alguns trechos do percurso como o nosso Obelisco e o Espetáculo das Águas, conheci pessoas bastante interessantes. Por exemplo, uma atleta várias vezes campeã brasileira de montanhismo que estava lá correndo e se divertindo ao lado de seu pai, um senhor muito simpático e também corredor de ultra distâncias. Conheci também alguns personagens famosos do mundo das ultramaratonas nacionais que estavam lá prestigiando o americano.

A estrutura montada para o evento foi perfeita. Dois batedores da Polícia Militar e carros de apoio garantiam a segurança de Karnazes e todos os corredores. De tempos em tempos todos paravam para o reabastecimento à base de isotônicos, água, iogurtes e Redbull.

Já fora do parque, subimos a rua Sena Madureira em direção ao próximo destino, o Museu do Ipiranga. Nesse momento, preparava-me para me despedir da aventura por causa da minha maratona do dia seguinte em Bertioga, quando vi Dean Karnazes correndo sozinho, longe da multidão. Resolvi emparelhar e arrisquei meu inglês macarrônico com o cara. Apresentei-me, disse que já estava no 4º capítulo de seu livro e que estava gostando muito (obviamente que mesmo que não estivesse não diria). Por fim, desculpei-me por ter de me despedir em meio ao percurso e dei dois motivos: um porque a minha casa estava a duas quadras dali e, dois porque no dia seguinte iria correr uma maratona na praia. Nessa hora ele abriu um grande sorriso de satisfação ensaiando quase uma gargalhada e soltou um “Amazzing”. Respondi que ele era uma grande inspiração para minhas corridas! (afinal acho que a frase que eu bolei serviu para alguma coisa a mais). Despedimo-nos e enquanto eu virava a esquina na direção da minha casa ele me desejou boa sorte na minha maratona.

Dean Karnazes continuou a corrida por mais 21 horas e passou por muitos lugares como Parque da Aclimação, Praça da Sé, Teatro Municipal, Parque Villa Lobos, Parque Alfredo Volpi, Parque Burle Marx, Estádio do Morumbi até sua chegada no Morumbi Shopping. Foi um evento espetacular.

Na terça-feira seguinte houve um coquetel aberto a todos para o lançamento do seu livro “50 Maratonas em 50 dias – Segredos que Aprendi Correndo” da Editora Leblon e onde todos puderam tirar fotos e conseguir dedicatórias em seus livros. Estiveram comigo no coquetel, o Marcelo Jacoto que recebeu uma dedicatória de boa sorte na sua próxima Maratona de Amsterdam em outubro; a Nádia Vilela que se sentiu alta ao lado do astro Karnazes; e o Reginaldo Corrêa que recebeu uma dedicatória especial em seu livro, sendo considerado como o irmão mais crescidinho das terras tupiniquins: Reginaldo Karnazes!

Sem dúvida nenhuma Dean Karnazes nos proporcionou uma ultra-experiência com sua ultra-simpatia. Se nas fotos publicitárias ele passa a imagem de um super-homem ou um ser mitológico, frente a frente percebi um cara normal, de estatura baixa, magro, extremamente simples, acessível e bem-humorado. Se os críticos de plantão o consideram mais um produto americano de markenting, na minha opinião penso que o que fica dele é uma mensagem positiva de otimismo e coragem. Portanto, há muito mérito nisso pois querendo ou não ele faz tudo com muita alegria e paixão e realmente inspira muitas pessoas a acreditar que podem ultrapassar seus próprios limites.

O link da reportagem da Globo sobre o evento para quem desejar está aí embaixo.

http://video.globo.com/Videos/Player/Noticias/0,,GIM1123240-7823-EM+HORAS+AMERICANO+CORRE+KM+PELAS+RUAS+DE+SP,00.html


©2012 ECTAVARES - Tel: 11 3231-2080/3159-8456/7722-0811 - Design Ciclo Graphics