Notícias

Maratona e Meia da Disney 2009
25/01/2009

Por que a prova da Disney tem crescido tanto nos últimos anos?
A resposta está nas próprias imagens, de quem teve a oportunidade de encarar mais essa viagem inesquecível.
É uma prova diferente das demais, onde o atleta tem a oportunidade de viajar, competir, passear, curtir com a família e brincar .
Ao contrário da Maratona de Nova York, onde é um tédio levar esposa e filhos para acompanhar na maratona , pois não existe tanto atrativo ou opção, além de lembrar muito São Paulo.
A prova da Disney é diferente, não existe desculpa em não fazer essa viagem, além de poder correr a meia ou a Maratona ( ou as duas, aos mais loucos rsrs), tem ainda a prova da família de 5 km e da criança na sexta feira.
E ainda tem diversas atrações como, brincar nos parques, passear, fazer compras, realmente é uma verdadeira terapia para mente e corpo.
Muitos, temiam pelo frio que pudesse fazer, porém fez uma temperatura muito agradável durante o dia em torno de 22 a 25º , apenas a noite caia um pouco.
Como de sempre assim que desembarcamos em Orlando , eu, Ryuko e a Adesilde, fomos retirar o carro que havíamos reservado e como sempre uma novidade no carro e que apanhei para consegui resolver. Fiquei 30 minutos dentro do carro, tentando descobrir como inclinar, puxar o banco para frente, enquanto ficava agachado de quatro , procurando a bendita alavanca de puxar, a Ryuko folhava o manual de instruções do proprietário, quando, finalmente descobri que tudo se controlava digitalmente no painel do carro.
Resolvido o problema saímos do estacionamento, rumo ao hotel, no caminho avistamos o Florida Mall e o Wallmart, nem precisa dizer o que houve? Paramos para as compras rsrs.
No dia seguinte ( sexta), fomos assistir a corrida da família e depois retirar os kits.
A tarde fomos para as compras no Wallmart, Best By , Circuit City, Florida Mall e Millennia.
No sábado, às 4 hs pegamos o ônibus até o EPCOT CENTER local da largada da meia e como estava meio frio, decidi em correr com calça comprida e uma prova maravilhosa, totalmente plana e com todos personagens nas ruas. Como estava 15 dias parado, procurei realizar uma corrida bem conservadora, sem me matar, pois afinal como ia ter perna para as compras e brincar nos parques depois.
Mesmo assim fiz uma prova sensacional, abaixando em 3 minutos do ano anterior, e fazendo um Sprint negativo ( quando seu tempo é mais rápido da segunda metade).
Minha parciais foram por km: 6:56; 7:04; 6:40; 6:44; 6:58; 6:35; 6:34; 6:33; 6:36; 6:19; 6:22; 6:34; 6:30; 6:22; 6:25; 6:25; 6:15; 6:20; 5:57; 5:38; 5:46. Fechei a prova em 2h 17:10
O mais importante, que não senti crise hipoglicêmica ( queda do açúcar), e conclui normal e saudável, acredito pelo excelente posto de distribuição de água e isotônica a cada milha e de gel no km 16.
A tarde fomos brincar e se divertir na MGM.
No domingo levantamos cedo novamente, para acompanhar nossos atletas para a maratona.
Assim que foi dada a largada, eu o Kyoji, a Valdelice e a Marina, pegamos o trem e fomos acompanhar os maratonistas no km 15.
Como sempre o Adriano Bastos ganhou pela sexta vez e o que mais me chamou a atenção, é o grande numero de americanos que vão as ruas para incentivar, não importando se vc está na frente ou atrás. E também a quantidade de brasileiros gritando e incentivando a cada passagem de um brasileiro.

A tarde fomos para o Magic kingdom e ficamos até as 23 hs
Brincamos em tudo desde montanhas Russas, até Carrossel por incrível que pareça rsrs.

Na segunda e na terça passamos os dois dias no Parque Universal que considero os melhores parques ( Universal e Island).

Na quinta feira fomos para Miami, onde passamos mais três dias, e quando fomos retirar o carro, mais um dilema e atrasos, após ficar quase 20 minutos procurando o breque de mão, descobrimos que o carro era tão automático e nem breque de Mao tinha.

Chegamos ao hotel por volta das 20 hs e como a Ryuko estava cansada, ela decidiu em permanecer no quarto descansando.
Eu e a Adesilde descemos para procurar algo para comer e pegamos um folheto na recepção de um restaurante brasileiro e como estávamos saturados de comida americana decidimos em irmos jantar no restaurante, alem do mais ficava na própria avenida do hotel porem no numero 4900 e estávamos no 1900, ou seja apenas 3 km de distancia, afinal era uma forma de conhecer um pouco Miami a pé e fomos, porem na metade do percurso, já estávamos super cansados e os números demoravam para passar e foi quando descobri que as marcações estavam tudo em milha e não quilômetros , ou seja os mesmos 3 kms iniciais na verdade era 4,5 kms.
Resultado, quando finalmente chegamos no restaurante e sentamos, o dono apareceu e disse que estava fechado, pois passava das 22 hs. A sorte que ao lado tinha uma Pizza Hut e foi o que nos salvou. Após a refeição tivemos que encarar toda a volta e fomos chegar quase 1 hora da manhã. A Ryuko já estava preocupada achando que estávamos perdidos por Miami. Respondi que havia levado comigo meu GPS, para caso de emergência , mas nem foi preciso utiliza Lo.
No dia seguinte fomos de carro até Key West ( 4 hs de Miami), local praiana maravilhoso e ficamos por dois dias.

Maior medo de minha vida:

Sempre gostei de viajar de avião e nunca tive medo, mas devido às coincidências quase morri dentro do avião rsrsrs.
No mês passado havia sonhado que meu avião apresentou um problema na decolagem de Miami para o Brasil e explodiu e a causa do problema foi por excesso de peso.
Na véspera de voltarmos para o Brasil, a Ryuko me informou que a Kamel havia trocado de vôo , ou seja estaria voltando em uma outra aeronave 1 hora 15 mins após o nosso, isso me deixou ainda mais apreensivo, pois pensei, puxa vida de repente não era chegado a hora da Ryuko, por isso que o destino trocou o vôo rsrs.
Quando permanecia no saguão de embarque , presenciei a tripulação do nosso vôo chegando e encaminhando para a aeronave, deu uma vontade de solicitar ao comandante verificar o painel e se estava tudo ok.
Quando entramos na aeronave meu numero de poltrona era 45c ou seja ultima poltrona do avião e ao lado da saída de emergência e a Adesilde reclamava por estar atrás e ao lado do banheiro e disse que estava ótimo, pois em caso de explosão seriamos os últimos a ser atingidos e estávamos ao lado da saída de emergência.
O avião começou a taxiar na pista e pegar velocidade e de repente abortou a decolagem, e não é que realmente apresentou problemas? Em seguida o comandante nos comunicou que a aeronave estava com problemas mecânicos e que seria consertado, finalmente acho que o comandante escutou minhas preces e decidiu em consertar rsrs.
Ficamos mais de 1 hora parado , para finalmente pegarmos destino de volta ao Brasil.
Praticamente chegamos junto com o avião da Ryuko e ao encontrarmos em Cumbica, ela estava ansiosa para saber o que houve, pois ela ia bater uma foto de nosso avião, decolando e percebeu que a gente não saia do lugar rsrs.
Parabéns aos atletas da equipe que fizeram a Meia maratona, que foi o Kyoji, Taisa, Marina, Ryuko, Valdelice, Hamilton
Pela Maratona , a Adesilde e Marcelo Leandro
Eos verdadeiros Patetas, o Jacoto e a Maria José que fizeram as duas provas.

Lancei um clip de melhores momentos de nossa viagem no youtube : http://www.youtube.com/watch?v=XRXFbIi9WAw

Ou visualizar as fotos em meu Orkut.

E mês que vem estaremos com o formulário de reserva para Disney 2010, os interessados me avisem!!!!


©2012 ECTAVARES - Tel: 11 3231-2080/3159-8456/7722-0811 - Design Ciclo Graphics