Notícias

13ª Corrida do Centro Histórico – Tavares correm nas ruas que contam a história de São Paulo
11/08/2008

Por Nádia Ilvana

Neste domingo, dia 10 de agosto, nossos atletas marcaram presença numa das corridas mais envolventes do calendário: a corrida do Centro Histórico. Essa é sem dúvida uma das corridas mais esperadas do ano e a disputa já começa na conquista das inscrições, que sempre se esgotam muito rápido. Afinal, como bons cidadãos paulistanos, estamos sempre ocupados, mas como bons atletas descobrimos que a melhor forma de visitar o centro e conhecer um pouco da história da nossa cidade é CORRENDO. E São Paulo e corrida tem tudo a ver!

Participar dessa corrida é sentir o gosto de estar em São Paulo. Em dia tipicamente paulistano, friozinho e nublado, a tenda da equipe foi montada no Vale do Anhangabaú. Entre altos e belíssimos edifícios, representando as maiores empresas financeiras do país, e meninos de rua cheirando cola, nossos atletas tomavam café e se aqueciam para a largada. Esse é nosso chão.

Como os números dessa cidade nunca são pequenos, 6 mil atletas largaram na Rua Líbero Badaró e passaram por diversos pontos turísticos como Teatro Municipal, Praça da Sé, Pátio do Colégio, Viaduto do Chá e ainda cruzaram a esquina da Ipiranga com a Avenida São João.

O grande campeão da corrida foi Marildo José Barbuco com o tempo de 28:06. Certamente ele percorreu os 9 km de prova mais rápido do que se tivesse de carro num dia de semana. No feminino a campeã foi Tatiele Roberta de Carvalho, com o tempo de 33:24, que chegou quase 3 minutos na frente da segunda colocada. Mas o grande comentário do dia foi sobre Adriano Bastos, que perdeu um pé do tênis na largada, devido a um pisão, e teve que completar o percurso somente de meia. Seus pés machucaram muito e ele sentiu fortes dores por causa do impacto, mas chegou na terceira colocação.

O grande destaque da Equipe e Corredores Tavares foi nosso querido André Alves de Amorim, nosso melhor atleta com o tempo de 31:15 e 22º lugar no geral, com ritmo de 3:28 por km. Logo após a chegada dos campeões nós já avistamos um “alemão” alto usando nossa camiseta amarela e passando na linha de chegada. Além de fazer um ótimo tempo ele estava muito bem, não estava ofegante e ainda disse que “sobrou” na prova. E acredito. André conta que sofreu um pouquinho somente na subida do 6 km, mas que administrou o ritmo durante toda a prova e dava até para ter ido melhor. Parabéns, André!

Angelisio Silva dos Reis, com o tempo de 31:51, foi o 2º melhor atleta da equipe, Lauro Veríssimo da Silva, com 32:06, foi o 3º. Entre as mulheres os destaques na equipe foram Rosana Maria Cabral, 1º lugar na equipe e 20º na geral com o tempo de 40:37, e Rosemeire Ferreira Silva, 2º lugar na equipe e 24º na geral com o tempo de 40:56.

O s Tavares tiveram apoio da professora Adriana para alongamento e aquecimento, segurança garantida pelo grande Luiz e a fisioterapeuta Juliana está realizando um trabalho de prevenção de lesões com todos os alunos. Ela estará presente em todas as provas e é muito importante que os atletas sempre informem qualquer dor ou incômodo que sentirem.

O comentário de todos os Tavarinhos é que essa é uma prova muito boa, mas não é para baixar tempo, pois são muitas curvas, muitas ruas estreitas em que o ritmo tem que ser diminuído, pedaços de piso irregular, algumas subidas. Então o melhor é administrar o ritmo e aproveitar a oportunidade de ver o Centro Histórico de uma forma diferente, tomar o lugar dos carros, dos ambulantes, dos meliantes... Era nosso dia de roubar a cena e pisar firme e livre no meio das ruas dessa cidade tão fantástica.


©2012 ECTAVARES - Tel: 11 3231-2080/3159-8456/7722-0811 - Design Ciclo Graphics