Notícias

Tudo que rolou na Meia da Praia Grande
14/11/2004

Por Teru


Olá Pessoal!!!!

No domingo do dia 07/12/2004 foi realizada a Meia Maratona de Praia Grande organizada pela Tribuna de Santos. Infelizmente eu e a Erica ainda estamos em tratamento e não pudemos participar da corrida, o que nos frustrou muito, porém não nos impedindo de prestigiar nossos amigos com muita alegria!

Chegamos na Praia no sábado à tarde e encontramos a todos na hora do almoço. Estava muito quente e abafado, e, conforme relato do pessoal que fez um treino de reconhecimento pela manhã, após 30 minutos de trote, ficaram  de ?gravata vermelha? em razão do calor sufocante. No almoço foi lançado um desafio entre o Prof. Tavares, a Camila e a  Márcia para saber o vencedor da Prova. Depois, fomos todos tomar sorvete e mais  um desafio feito pela Camila: Tomar sorvete com calda de chocolate. A Camila tirou de letra e devorou seu sorvete sem a menor dificuldade, enquanto que o nosso Professor custava a terminar o seu que derreteu todo entre seus dedos. Uma covardia. Desta vez a vitória foi da Camila, fácil, fácil, pois o Professor desistiu de comer e passando para a Cissa o seu sorvete.

Na noite chuvosa,  realizamos mais uma confraternização, se não errei nas contas, o nosso 4º encontro. Adivinhem o que fomos comer no sábado de noite: pizza para variar (rs), numa pizzaria na av. Castelo Branco,1580, a avenida da orla, no Boqueirão. Os presentes: o Professor Tavares, Cissa, Fábio, Kohei, Rogério, Camila, Márcia, Claudemir, Marina e família, Paulo Rogério e família, Milton e esposa, Paulo, Erica e eu, entre outros que foram chegando aos poucos no restaurante. O rodízio de pizza tinha os tradicionais sabores e outros diferentes como o Scooby Doo (era de salsicha), o pé de moleque (doce), e muitos outros que deixei de apreciar devido um erro de cálculo, o que me fez chegar mais depressa à fadiga. Uma pizza em especial me chamou a atenção: Pizza Paulistano..Era uma calabresa coberta com catupiri.!?!?! Alguém que provou? Como sempre, a nossa mesa era a mais numerosa do restaurante. Não pudemos apreciar a banda que estava tocando na parte externa do restaurante em razão da chuva e do vento forte e,  na saída, uma outra corrida antecedeu a Meia Maratona de Praia Grande depois do jantar. Usem a imaginação. rs

Domingo de manhã amanheceu nublado, com o chão todo úmido devido à chuva que caiu madrugada adentro na Praia Grande. Acho que este fator deve ter influenciado no desempenho da maioria dos atletas pois estava bem fresco, totalmente favorável à pratica de esportes.

Na largada, grande parte da EC Tavares se concentrou do lado direito do pórtico de largada. Apesar de não ter corrido, foi divertido participar como espectador, só faltou uma bandeira da equipe para torcer pelo pessoal!

Dada a largada, como sempre, apareceram os atrasadinhos, Uma cena bem engraçada ou trágica foi a de uma equipe inteira (não vou citar o nome da equipe) saindo atrasada. Eram pequenos grupinhos de 2, depois 3, às vezes 4 atletas que iam largando aos poucos, às pressas, se recompondo, colocando a camiseta pra dentro do short, etc. Acho que o café da manhã deles foi bem diferente do nosso. Uma cena insusitada! rs

Na torcida para o pessoal de nossa equipe estavam a Cissa, Erica, esposa do Milton e o Ailton e que foi ajudado por uma senhora e sua filha que incentivaram muito a todos. Do outro lado da pista estava a família do Paulo Rogério que também deram a maior força.

O primeiro a passar na linha de chegada, absolutíssimo , foi o Franck Caldeira, chegando em torno de 1 minuto a frente do segundo colocado. Uns 5 minutos depois, apareceu mais um doidinho que parou na nossa frente, olhou para trás, viu que não vinha ninguém e deu uma sambadinha para a galera.  Deu mais uma olhada para trás, viu a concorrência chegando e não perdeu tempo para cruzar a linha de chegada. A galera foi ao delírio. É muito legal ver os pegas nos 100 m finais da prova. É de arrepiar pois é um pega pra capar de verdade pois há muita rivalidade.

Após cerca de uma hora e doze minutos de prova, surge o nosso primeiro representante da equipe, o Fábio seguido um pouco depois pelo Gonçalo. Torcemos muito e foi muito bonito ver o pessoal terminando a prova e ainda voltando para buscar seus companheiros/amigos de treino. Desculpem-me, é que eu ainda não sei o nome de todos, mas um rapaz foi buscar a Maria Gomes; a Marina, o Rogério e Roberto foram buscar a Camila e a Márcia, com todos cruzando a linha de chegada juntos; a Ednar e a Teresinha foram buscar a Sumiko e muitos outros. Fiquei meio encucado com o registro do tempo do pessoal. Por exemplo, a Marina já tinha passado a linha de chegada e, logo depois voltou para passar novamente a linha com a Camila e a Márcia, mas a Marina ainda estava com o chip no tênis. Mas acho que o computador anula a segunda passada no pórtico de chegada.

Desta vez o Professor Tavares venceu o desafio entre a Camila e a Márcia. Mas ainda veremos mais deste embate pois parece que vai continuar em Nova Friburgo e ouvi dizer que tá valendo uma banana split (essa a Camila não vai querer perder-rs). E tivemos 3 pódios em nossa equipe, o Fábio em 3º lugar na categoria 25 a 29 anos masculino, Gonçalo em 3º lugar na categoria 35 a 39 anos masculino e o Sr. Kohei em 1º lugar na categoria 55 a 59 anos masculino. Pena que a organização deu uma escorregadinha e o Fábio não pôde receber o troféu no pódio, pois parece que misturaram um atleta da elite em sua categoria no pódio.

Em geral, o pessoal fez muitos elogios à prova, tanto pelo percurso (todo plano) quanto pela organização. A única crítica unânime foi o saquinho de água da Sabesp  que não foi muito convidativo. Para alguns como o Sr. Kohei o trajeto foi monótono devido à reta ser muito longa tanto na ida quanto na volta (acho que ficaria em desespero, pois no Super 40 do Rio em fevereiro, uma ?retinha? de 2 Km já estava dando uma agonia por nunca terminar. Também na Meia do Rio teve um  retorno no Aterro que não chegava, então imaginem uma retinha de quase 10 Km na ida e na volta). Para o Parreira faltou algumas subidas e descidas no intuito de ser um diferencial entre os atletas. 

No final da prova todos se reuniram na nossa nova ?base?, o Doblo vermelho do Professor Tavares, onde o pessoal pôde se refrescar com isotônicos  acoplados no porta malas e depois relaxar e alongar um pouco. Dentro do Tavares Vehicle, estavam a Camila e a Márcia cansadas (para mim amuadas, não se conformando em ter ficado atrás do Professor Tavares, dizendo que ele cortou caminho-rs). Lä combinamos com o pessoal de ir almoçar no Shopping na entrada da cidade.

E foi lá que realizamos a 5ª confraternização no restaurante Michellucio, num rodízio de carne a R$10,99, Infelizmente não pudemos nos sentar todos juntos numa mesa só, pois éramos mais de 25 pessoas e não tinha como unir todas as mesas e também não dava para esperar a fome! rs. Depois de matar a quem estava nos matando, nos despedimos e voltamos com segurança para São Paulo.

Como todos já devem ter recebido a mensagem do Rogério, agora é oficial!!!!

Após a Corrida Classic ? Zumbi dos Palmares: Feijoada!!!!!

Pelas contas será a nossa 6ª confraternização, a ser realizada no Restaurante Obelisco de nossos amigos Nunes e Ailton, na avenida Brigadeiro Luis Antônio, 3.803 por volta das 11:30 em diante e todos estão convidados. Preços R$7,99 à vontade.  Lembrando que a idéia inicial desta feijoada partiu de nosso amigo Fernando que comentou que iria comer a feijoada após a prova no Obelisco! 

Parabéns a toda as pessoas vibrantes que participaram desta prova, seja correndo ou torcendo que se esforçaram até o fim pela EC Tavares.

Um grande abraço a todos!!!!


©2012 ECTAVARES - Tel: 11 3231-2080/3159-8456/7722-0811 - Design Ciclo Graphics